23 outubro 2013

23 outubro 2013

Dia ruim

Foto por http://www.flickr.com/photos/abialbon/
Minha série favorita já está carregando e preparei um bom café pra me manter acordada durante a maratona de episódios. Resolvi que precisava de algo assim. Algo que me lembrasse que eu era bem mais feliz com bem menos até um ou dois anos atrás. Uma boa noite era uma noite no site do Tumblr depois de ficar em dia com os episódios de Parks and Recreation e The Office. Mas, sabe, nem conta no Tumblr eu tenho mais. Parks perdeu um pouco a graça e The Office acabou. E eu, que na época estudava pra prestar o ENEM e faltava pelo menos uma vez por semana na escola porque ficava até tarde na rua conversando com um dos amigos que fiz no meu primeiro estágio, também já não posso querer ser a mesma pessoa, ter os mesmos gostos ou a mesma vontade.

O problema é a vontade de viver. Me falta. Tudo bem o tempo passar e as coisas mudarem, - e uma época atrás eu até pensava que haviam mudado pra pior, hoje não - mas não entendo esse peso que não me faz querer levantar da cama quando acordo porque sei que vou chegar ao fim do dia cansada por carregá-lo. Ficaria muito bem ali, por dias. Aliás, já reparei que tenho feito um pouco disso. Tenho dormido mais do que devo e deixado as tarefas acumularem. Daqui a pouco isso passa e eu vou me arrepender de não ter dado tanta atenção ao que é importante. Mas você sabe do que eu estou falando. É maior que eu e que qualquer um.

Tenho mania de viver de passado, preciso confessar. Estou me auto analisando, já que psicólogos nunca me ajudaram, e acho que parte de todas as minhas angústias tem a ver com a minha necessidade de colocar um ponto final no que já não tem volta. Mas muito do que eu já vivi, acabou sem explicação. Cada um pra um canto. Meus pais se separaram e ele voltou poucas vezes aqui. Por quê? Minha melhor amiga no ensino médio decidiu parar de falar comigo e nunca mais respondeu minhas mensagens. Por quê? Parei pra pensar no quanto o cara que eu gosto se dedicava a me ver feliz até poucos meses atrás e agora só nos vemos se eu vou atrás. Quero motivos. Quero encerrar da forma certa. Não dá pra colocar a vida na mão do destino e desapegar do que também é minha responsabilidade. Acho que a falta de vontade de viver também vem do saber que ninguém vive sozinho. Todo mundo depende de alguém, não se engane. Mas eu me encontro sozinha a todo instante.

Talvez eu também tenha aquela doença sazonal. Talvez eu devesse voltar a me consultar com um profissional que me entupa de remédios pra que eu leve uma vida considerada normal. Como se existisse tal coisa. Todas as vidas são tão diferentes. Não consigo encontrar um padrão. E, ainda assim, de alguma forma, talvez você esteja me entendendo e até se identificando. Pode ser que já tenha passado por isso e o melhor conselho que vai conseguir me dar é dizer que vai passar. De alguma forma estamos todos interligados e isso me fascina. E me machuca. E me mantém acordada até essa hora. Como se amanhã eu não tivesse nada pra fazer. Apesar do cansaço, farei, viu? Porque, não importa o que aconteça comigo ou com você, a vida continua. E é o que dizem, é só um dia ruim, não uma vida ruim.




6 comentários:

Ali Moura em 23/10/13 disse...

May, me identifiquei bastante com seu textinho!!! Ultimamente me sinto exatamente assim, meio que desligada do mundo! E parece que isso nunca vai acabar! O pior é que quando isso acabar, vou me arrepender de não ter feito nada, de ter faltado aulas, de ter deixado de revisar os conteúdos! Enfim!!!
http://in-acreditaveis.blogspot.com.br/

Bia Muniz em 23/10/13 disse...

Calma que tudo pasa, acho que deve ser só uma fase, tente tirar o melhor dela, bom texto..Passa no meu blog pra conhecer tb, se gostar e seguir, sigo de volta!!!
www.makeolatras.blogspot.com.br
Bjsss =]

Alexia Cavalcante em 23/10/13 disse...

Adorei o texto, é só uma fase..

http://papodemeninasaer.blogspot.com.br

Mayara em 23/10/13 disse...

@Ali Moura É bem isso, mesmo, Ali. A gente não pode deixar uma fase afetar tanta coisa no futuro.

Daniela Pereira em 26/10/13 disse...

Quem nunca, né? Tenho os meus dias de saber os meus porquês também, sempre me pergunto o que que eu fiz pra merecer tal coisa. É a vida, fazer o que. Adorei o texto ♥
http://daniperere.blogspot.com.br/

Jéssica Lima em 30/10/13 disse...

Adorei o texto você escreve muito bem ^^
Seu blog é muito lindo!
http://soosloucosquesabem.blogspot.com.br/

Postar um comentário

 

Design e programação por Mayara Sousa.